Decisões do STF expõem lacunas na questão do foro privilegiado

Duas decisões tomadas por ministros do Supremo nesta quarta-feira (29/7) aparentemente deixam uma questão aberta: quando a prerrogativa de foro não se aplica a determinado parlamentar, de quem é a competência para determinar eventual busca e apreensão em seu gabinete funcional no Congresso? Do ST…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo