Cabe ao juízo universal deliberar sobre patrimônio de recuperandas

Cabe ao juízo universal da recuperação deliberar sobre a destinação do patrimônio de recuperandos sob pena de inviabilização do plano de recuperação judicial. Com esse entendimento, a 14ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo negou provimento ao recurso de um banco credor …

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo