Perda de 62,5% da visão não requer cuidador vitalício, diz TRT-4

É suficiente o prazo de cinco anos para acompanhamento de cuidador à empregada que perdeu parte da visão em acidente de trabalho. Esse foi o entendimento da 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região ao rejeitar embargos declaratórios da funcionária. 
Auxiliar de limpeza que perd…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo