Diretor da IstoÉ é condenado por crime de difamação em reportagem

A revista IstoÉ mentiu e cometeu crime ao dizer sem nenhum indício que o ex-ministro da Justiça José Eduardo Martins Cardozo confabulou para obstruir a Justiça. É o que afirma a juíza Roberta de Toledo Malzoni Domingues, do Foro Regional da Lapa (SP), ao condenar o diretor de redação Sérgio Parde…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo