Sugestão de executar Wyllys foi brincadeira, diz desembargadora

Foi "brincadeira", diz a desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, sobre seus comentários a respeito do deputado Jean Wyllys (Psol-RJ). Segundo o parlamentar, a magistrada disse num grupo no Facebook que ele deveria ser executado, por ser a favor de uma "execu…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo