A tragédia de Brumadinho e a Justiça ambiental

Três anos se passaram da Tragédia de Mariana e parece que pouco ou nada se aprendeu em matéria de gestão de riscos ou de educação ambiental em relação à atividade de mineração, em especial a observância dos princípios constitucionais da precaução[1] e da prevenção, consagrados em nosso sistema ju…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo