TST suspende decisão que atrapalhou "boa ordem processual" de ação

Decisões que atrapalhem a “boa ordem processual” sem amparo em lei são nulas. Com essa afirmação, o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Lélio Bentes, cassou liminar do Tribunal Regional da 21ª Região (RN) que admitia 21 interessados no polo passivo de uma ação do Ministério Público,…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo