Previdência privada não precisa adotar maior reajuste entre acordos

Quando entidades de previdência privada reajustam benefício de aposentadoria complementar, não têm obrigação de aplicar índice mais alto entre acordos com sindicatos, mas apenas seguir paridade remuneratória entre ativos e inativos. Com esse entendimento, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiç…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo