Defeito em carro dá direito a restituição, mas não a indenização

Por não resolver um defeito no prazo legal de 30 dias, a Ford terá que devolver a um cliente o valor pago pelo veículo. Porém, não deve indenizá-lo pelo ocorrido. A decisão é da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.
O prazo para a correção do vício — sob pena de substituição do produto, re…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo