O triste fim de Policarpo Quaresma e o triste fim dos sonhos

O escritor Lima Barreto é um injustiçado[1]. Um triste visionário, na percepção de recente biografia lançada pela historiadora Lilia Maria Schwartz[2]. Um homem do trópico com alguma coisa de russo dos gelos em sua vocação para escrever romances ao mesmo tempo sociais e introspectivos, na metafór…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo