CNJ absolve magistrado acusado de aumentar patrimônio sem razão

Depois de afastar por cerca de dois anos um membro da magistratura suspeito de aumentar o patrimônio de forma incompatível com a remuneração, o Conselho Nacional de Justiça absolveu nesta terça-feira (8/5) o desembargador Clayton Coutinho de Camargo, do Tribunal de Justiça do Paraná.
Em 2013, …

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo