Na crise pós-reforma, negociações coletivas merecem atenção

É inegável que a reforma trabalhista da Lei 13.467/17 trouxe gigantesco impacto para os sindicatos, acostumados que estavam com a contribuição sindical compulsória e que, agora, devem remar contra a maré na busca da preservação de receita. As notícias da mídia e as revelações de dirigentes sindic…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo