Confira a programação da Rádio Justiça para esta terça-feira (12/12)

Revista Justiça
O programa traz o tema “criminalização do aborto” no quadro Direito Penal. A bancada religiosa da Câmara dos Deputados pretende aprovar uma proposta que pode criminalizar o aborto em casos de estupro. Quem comenta o assunto é o especialista em Direito Penal Rogério Cury. Ainda na área Penal, vamos repercutir a tragédia ocorrida no último fim de semana em Brasília quando, após brigas constantes de vizinhos, pai e filho foram assassinados. O especialista em Processo Penal Elias Miler da Silva vai analisar o caso e explicar como podemos impedir que desentendimentos terminem assim. O Revista Justiça também apresenta o quadro Ética e Justiça, com o promotor e presidente do Instituto Não Aceito Corrupção, Roberto Livianu, que vai falar sobre o Dia Internacional de Combate à Corrupção. Já no quadro Dicas do Autor, a advogada e escritora Luciana Gerbovic fala sobre o livro “Stalking”, que se caracteriza por uma perseguição persistente e insana que pode causar muitos danos às vítimas. E toda terça-feira também apresentamos o quadro Direito Imobiliário, com a participação do advogado e presidente da Comissão de Direito Imobiliário da OAB-MG, Kênio de Souza Pereira. Terça-feira, às 8h.

Defenda seus Direitos
O programa de direitos dos consumidores fala, nesta edição, sobre a pontuação de crédito. Praticamente todo consumidor brasileiro adulto tem uma pontuação de crédito, uma avaliação feita por poucas empresas sobre as condições de crédito do cliente, levando em consideração o histórico financeiro, as dívidas pendentes, tipo de crédito concedido, período do tempo de crédito e número de consultas. Para auxiliar consumidores nessa questão, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor lança o manual “Por trás da pontuação de crédito: conheça seus direitos”. O programa explica o assunto em entrevista com Rafael Zanatta, pesquisador e autor do estudo de Credit Score do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Terça-feira, às 13h.

Justiça na Tarde
O Justiça na Tarde recebe a participação de entrevistados para falar sobre divórcio e crime contra o patrimônio. Em recente decisão, a Justiça paulista considerou que um cônjuge que zerou a conta bancária meses antes de iniciar o processo de divórcio litigioso, deixando o companheiro em situação de vulnerabilidade, cometeu crime contra o patrimônio. Assim, pode ser aberto um inquérito contra o acusado. Especialistas comentam o assunto. Terça-feira, às 14h10.

Direito Direto
O Supremo Tribunal Federal pode retomar, nesta semana, o julgamento que vai decidir se candidato que responde a processo criminal pode participar de concurso público. No caso, um policial militar pretendia ingressar no curso de formação de cabos e teve sua inscrição impedida em razão de responder a processo criminal pelo delito de falso testemunho. A ação tem repercussão geral, ou seja, a decisão dos ministros servirá como base para os demais casos semelhantes em tramitação. Atualmente, são 225 ações similares na Justiça brasileira. Terça-feira, às 17h.

Radionovela em “Uma missão quase impossível”
Fabiane e Inácio são dois corretores imobiliários que têm apenas um objetivo: receber a comissão pela venda de um apartamento. Mas, para isso, vão ter que conseguir vender um imóvel. E o cliente em questão, Geraldo, é a pessoa mais indecisa que eles conheceram na vida. Nesse jogo de corretagem imobiliária, a ética é o que menos importa. Ouça a radionovela em diversos horários e versão compacta aos sábados e domingos, às 20h30.

Rádio Justiça
A Rádio Justiça é sintonizada em 104,7 FM no Distrito Federal e pode ser ouvida pelo site www.radiojustica.jus.br. Siga a Rádio Justiça pelo Twitter no endereço http://twitter.com/radiojustica.

Veja a matéria original no Portal do Supremo Tribunal Federal

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo