No Canadá, direito à privacidade protege troca de mensagens

No caso R. versus Marakah, em que o recorrente é o réu Nour Marakah e a recorrida é “Sua Majestade a Rainha”, a Suprema Corte do Canadá decidiu, nesta sexta-feira (8/12), que o direito à privacidade protege as mensagens de texto recebidas por terceiros — não só as enviadas pelo réu.
Para a S…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo