Carolina Ferreira: Decreto melhora controle público do terceiro setor

Um dos elementos diferenciadores da qualificação de uma entidade privada sem fins lucrativos como organização social, dentro do universo das titulações previstas no sistema normativo brasileiro, é a discricionariedade administrativa conferida ao gestor público para concedê-la ou não concedê-la.

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo