Atraso no aviso do início das férias não causa dano moral, diz TST

O empregador não tem que pagar o dobro das férias por ter atrasado o aviso formal sobre o início das férias. Com esse entendimento, a 2ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho excluiu da condenação aplicada ao espólio de um fazendeiro o pagamento em dobro das férias de um trabalhador rural.
A …

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo