Troca de titularidade de cartório não é sucessão trabalhista

A 3ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho afastou decisão que havia condenado uma tabeliã a pagar dívidas trabalhistas reconhecidas em processo movido por um escrevente demitido antes que ela assumisse a titularidade do cartório. A decisão segue o entendimento do TST de que a troca de titularid…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo