Indenização por publicidade comparativa exige prova do prejuízo

Nos casos de excesso em publicidade comparativa, não é possível conceder a reparação a partir de dano presumido, sendo necessário comprovar os prejuízos sofridos. Com esse entendimento, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, por maioria, negou provimento ao recurso de uma fabricante de autom…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo