Câmara de conciliação não pode funcionar junto com escritório

Como câmaras de conciliação, mediação e arbitragem recebem atividades além das privativas da advocacia, esses órgãos não podem funcionar no mesmo local que escritórios. Assim entendeu o Tribunal de Ética e Disciplina da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil.
“Não se trata apenas …

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo