Ruy Espíndola: Caso Cancellier faz soar sirenes do Estado de Direito

Estamos vivendo, no Brasil, situações trágicas e indesejáveis para uma Democracia que quer se consolidar, permanecer e progredir; para um Estado de Direito que promete “o império do direito”; “um estado de direitos fundamentais”; “que observará o princípio da justa medida”; “que garantirá o princ…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Rolar para o topo