fbpx

Fast food é condenado por obrigar atendente a ficar nua em revista

Obrigar trabalhador a ficar nu por causa de uma suspeita de furto é atitude que gera indenização. Com esse entendimento, a 3ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou uma rede de fast food a pagar R$ 30 mil de danos morais a uma atendente. A funcionária foi obrigada pela gerente a se despi…

Veja a matéria original no Portal Consultor Jurídico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo