fbpx

PF admite erro em inquérito sobre propina em Angra 3 na “lava jato”

A Polícia Federal admitiu erros nas atribuições de números de telefones a pessoas durante o inquérito que investiga o presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Raimundo Carreiro, e o advogado Tiago Cedraz. Em ofício enviado ao Supremo Tribunal Federal no dia 8 de agosto, a delegada Graz…

Continue lendo no portal Consultor Jurídico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo