fbpx

Ministra Cármen Lúcia e ministro Barroso são homenageados na 27ª edição do Troféu Dom Quixote

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, e o ministro Luís Roberto Barroso foram homenageados nesta quarta-feira (16) pela Confraria Dom Quixote, na 27ª edição da cerimônia de outorga dos troféus Dom Quixote e Sancho Pança, que anualmente agracia personalidades de destaque na defesa da ética, da moralidade, da dignidade, da justiça e dos direitos da cidadania. Para a ministra Cármen Lúcia, mais do que uma homenagem, a solenidade representa um “chamamento à responsabilidade” a todas as pessoas públicas agraciadas. “A serenidade deste momento não afeta a seriedade dos compromissos que se pede que cada um de nós assuma, não apenas no ideal, mas também na ação voltada para a ética, a moralidade, a dignidade e a justiça”, assinalou.

Os troféus Dom Quixote e Sancho Pança foram criados pelo jornalista Orpheu Salles, editor da revista Justiça e Cidadania. Na abertura da cerimônia, o presidente da confraria, Bernardo Cabral, ex-ministro da Justiça, pediu um minuto de silêncio em homenagem a Orpheu, cujo falecimento completou um ano justamente nesta data.

A presidente do STF e o ministro Roberto Barroso receberam o troféu Sancho Pança, destinado às pessoas já agraciadas anteriormente com o Dom Quixote. A relação completa dos agraciados inclui ministros de tribunais superiores, membros da magistratura, advogados e empresários.

CF/EH

Postado originalmente no portal do Tribunal Superior Federal

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo