Identificar quem regularizou ativos tem “elevado risco”, diz Receita

Permitir que todos os auditores fiscais da Receita Federal tenham acesso a quem aderiu ao programa de regularização de ativos mantidos no exterior “possui elevado risco institucional”. Por isso, os CPFs e os CNPJs de quem participou do programa, conhecido como “repatriação de divisas”, foi trocad…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo