Marco Aurélio afasta, novamente, execução provisória da pena

“Em época de crise, impõe-se observar princípios, impõe-se a resistência democrática, a resistência republicana”. Assim o ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio afastou a execução provisória da pena aplicada a um fiscal de tributos de Mato Grosso condenado a 3 anos e 6 meses de prisão…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo