Refinaria em recuperação consegue o direito de parcelar tributos

O Estado não deve criar barreiras para que uma empresa em recuperação judicial volte a operar normalmente. Isso porque o retorno dela à atividade é de interesse de todos, já que empregos são mantidos e criados e tributos voltam a ser pagos. Com esse entendimento, o Tribunal de Justiça do Rio de J…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo