TRF-2 revoga domiciliar de Adriana Ancelmo, mulher de Cabral

O fato de uma mulher ter filhos menores de 12 anos não impede que ela seja presa, afirmou a 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RE e ES), ao revogar, nesta quarta-feira (26/4), a prisão domiciliar da advogada Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo