Estado de calamidade do RJ exige venda da Cedae, diz Pezão ao STF

Se colocadas na balança, as regras de equilíbrio fiscal previstas na Constituição Federal pesam menos do que os direitos da população à saúde, educação e segurança públicos, e dos servidores a receberem sua remuneração. Com base nesse fundamento, o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezã…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo