Supremo sinaliza que não vai tolerar mais a “farra das preventivas”

Decisões que mandaram soltar dois réus da operação “lava jato”, nesta terça-feira (25/4), sinalizam que o Supremo Tribunal Federal passará a derrubar os decretos de prisão preventiva que duram longos períodos, sem justificativa. É o que avaliam advogados ouvidos pela ConJur.
Bumlai foi preso…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo