União volta a ter que divulgar acusados de usar trabalho escravo

Uma liminar do ministro Alberto Bresciani, do Tribunal Superior do Trabalho, volta a obrigar o governo a publicar a lista com as empresas acusadas de usar trabalho análogo à escravidão. A decisão, desta terça-feira (14/3), derruba outra liminar, do presidente do TST, ministro Ives Gandra da Silva…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo