fbpx

Ministro da CGU critica prisões longas e vazamentos da “lava jato”

Responsável pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle (CGU), o ministro Torquato Jardim criticou, nesta terça-feira (21/2), alguns procedimentos da operação “lava jato”. O ministro listou problemas como as longas prisões provisórias, com duração de até 30 meses, e condenações sem …

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo