MP capixaba tenta responsabilizar criminalmente PMs grevistas

Em greve desde o último sábado (4/2), os policiais militares do Espírito Santo devem ser responsabilizados criminalmente caso não retornem imediatamente ao trabalho, afirma o Ministério Público capixaba. Segundo o órgão, a medida é justificada pelo “cenário de violência, caos urbano e de violação…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo