fbpx

Prisão de Eike baseia-se em reuniões de 2015, sem a presença dele

A ordem de prisão preventiva decretada nesta quinta-feira (26/1) contra o empresário Eike Batista baseia-se principalmente no relato de que pessoas de sua confiança participaram de “duas ou três reuniões”, em 2015, com o objetivo de combinar versões para a entrega de propina ao ex-governador Sérg…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo