Gerente sem poder de mando tem direito a horas extras, define TST

O trabalhador que está em posição de gerência, mas tem a jornada controlada e não possui poder para mandar, deve receber horas extras caso trabalhe além do período normal. Esse é o entendimento da 1ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho, que manteve a decisão que condenou a Caixa Econômica Fede…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo