fbpx

Juiz que atuou em presídio no AM pede para ver presos como pessoas

Depois de 16 horas de rebelião, 56 mortos, muitos com suas cabeças arrancadas dos corpos em Manaus (AM), o juiz Luís Carlos Honório de Valois Coelho, que é responsável pela Vara das Execuções Penais da capital amazonense, pede isenção para julgar.
Com visão humanista, Valois chegando a ser a…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo