Importação automática não garante sucesso de imitação institucional

O procurador-geral da República Rodrigo Janot defendeu recentemente, na imprensa, a tese de que o combate à corrupção no Brasil prescinde da criação de “novo modelo a partir do zero”, pois é possível “absorver práticas de prevenção e responsabilização consagradas pelo direito internacional”, adot…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo