fbpx

“Revolta da população” não justifica prisão preventiva, diz TRF-3

A existência de comoção social sobre investigações policiais e indícios de crime não são motivos para fundamentar prisões preventivas, como forma de garantir a ordem pública. Assim entendeu o desembargador federal Nino Toldo, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, ao conceder Habeas Corpus a …

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo