fbpx

Por não ver urgência, ministra Cármen Lúcia nega HC a réu preso

Um réu preso na operação calicute, que investiga pagamentos de propinas por empresas ao governo do Rio de Janeiro em troca de isenções fiscais, teve Habeas Corpus negado pela presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia. Na decisão ela afirmou não ver urgência no pedido.
Pre…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Fale conosco
Enviar
Rolar para o topo