Vereador diz ter sido preso por causa de cenário político de Osasco

A expressão “ordem pública” não tem por si só o poder de justificar a prisão cautelar de um réu. Além disso, contextos políticos e sociais devem ficar fora dos processos judiciais. Com uma linha contundente de argumentação, a defesa do vereador João Góis Neto (PT), da cidade de Osasco (SP), entro…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo