Prazo de uso não conta na prescrição para pedir direito de marca

A prescrição para reclamar exclusividade de marca não corre durante prazo de uso permitido. Com esse entendimento, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou recurso de uma escola que pretendia continuar utilizando o nome Progresso, registrado por outra instituição de ensino. A escola alego…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo