Acordo não pode afastar garantias do trabalhador, diz Marco Aurélio

O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio afirmou, na quinta-feira (24/11), que o reconhecimento de acordos e convenções coletivas pelo artigo 7º da Constituição não contempla a possibilidade de afastar direitos e garantias já integrados ao patrimônio do trabalhador.
Ex-integrante…

Continue lendo no portal Consultor Juridico

Rolar para o topo