Em audiência com a ministra Cármen Lúcia, patriarca siríaco católico fala da situação de refugiados

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, recebeu em audiência nesta sexta-feira (4) o patriarca siríaco católico, Dom Ignatius Youssef III Younan. O tema central da reunião foi a guerra na Síria e o empenho do Brasil na conjugação de forças internacionais para apoio aos refugiados.

Na conversa, o patriarca expôs o quadro de calamidade imposto pela guerra na Síria, ressaltando a necessidade de cooperação internacional para apoio aos cidadãos que sofrem com as consequências do conflito. Lamentou a destruição, causada pela guerra, dos registros históricos, científicos, culturais e comerciais da sociedade síria, bem como a fragmentação da comunidade siríaca católica.

Também presente ao encontro, o encarregado de negócios da Embaixada da Síria no Brasil, Ghassan Nseir, informou que os refugiados precisam de apoio também para solucionar problemas cotidianos, tais como revalidação de documentos e diplomas universitários ou mesmo de documentos destruídos na guerra, além de condições para aluguel de moradia e acesso ao mercado de trabalho.

A ministra destacou que, na questão dos refugiados, toda ajuda é importante e deve ser prioritária, pois “a ideia de fraternidade está na base de nossa civilização”.

Com informações da Assessoria de Assuntos Internacionais do STF

Postado originalmente no portal do Supremo Tribunal Federal

Rolar para o topo